"Eu não escrevo poesia, não escrevo poema. Eu só desnudo minha alma." Fátima Amaral

segunda-feira, 22 de março de 2010

Pele

Queria poder expressar em palavras

o que minha pele diz colada ao teu corpo.

O calor fica perfeito, meu coração batendo em teu peito.

Como mostrar em palavras que o suor é lindo.

Que o teu gosto é do meu gosto.

Que o que diz é tudo que quero ouvir.

Que tuas mãos é somente o que quero sentir.

Que o arrepio é sublime!

Como falar sobre esse desejo que minha pele com exatidão exprime?

Não, nem tento, as palavras não são suficientes.

A pele se expressa melhor.

Eu apenas falo.

Ela na verdade sente.

3 comentários:

Lu disse...

Sam, adorei. Ficou lindo. Com certeza volto sempre para espiar seus escritos.

Pablo Gustavo disse...

Muito bom.. Cheio de sensibilidade e imaginação!! Minha admiração poetisa!! Abraços!! Pablo Gustavi

Iverson disse...

Você me inspira...