"Eu não escrevo poesia, não escrevo poema. Eu só desnudo minha alma." Fátima Amaral

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Livre

Ah!

Esse espírito aventureiro

Itinerante,

Sem destino

Pelo mundo avante.

Não tente mudar seu rumo

Se tornara errante.

Não tire dele a beleza

Do incerto.

Não mostre o caminho

Deixe-o seguir sozinho.

Um comentário:

pablorochapoesias.com disse...

Sempre bom aventurar-se neh? Escrever tbm é isso e o faz com maestria.. Bjão