"Eu não escrevo poesia, não escrevo poema. Eu só desnudo minha alma." Fátima Amaral

domingo, 21 de novembro de 2010

Os sentidos e a verdade

De luz tão intensa
(A olhos nus não vista),
Vista-os de roupa fina
Para não ferir a retina.

De adjetivos únicos
Dito por única voz.
Emudeça, cale
Outra palavra não cabe.

De intrigante sabor
Ao paladar de poucos aceito,
Difícil sorver os goles
Do que arde no peito.

De arrepiar a pele
Pelo excesso de calor,
Retenha os movimentos
Dessa aparente dor.

De inebriante aroma
A opção é respirar
Mesmo querendo fugir
Do incômodo ar.

16 comentários:

Pérola Anjos disse...

E como eu sempre digo: os que mais sentem são os que mais vivem.

Beijos!

Ingrid disse...

Querida Fátima,
respirar amor, dor,usar todos os sentidos!
isso é viver!
saudades de ti.
tem selinho pra ti lá meu blog..
beijinhos e bom Domingo!

Ingrid disse...

Querida Fátima, faço parte da comunidade Fotopoesia,e, ocasionalmente levo palavras de amigos para partilhar com eles..
cito o blog e o autor.
Que bom que gostou!..
beijos..

PS.o link está em meu blog.

Pontos de Ligação disse...

É preciso sentir em meio a tantas barreiras, e absorver o que muitos se recusam...
Lindo poema Fátima, amei!

Letícia

Sonhadora disse...

Minha querida

É preciso que o nosso sentir não morra...só assim se pode sonhar.
Lindo o teu poema

Beijinhos com carinho
Sonhadora

AC disse...

Fátima,
Da sua poesia não apetece fugir, antes pelo contrário. Depois de sentida, apetece guardá-la, com carinho...

Beijo :)

Pablo Rocha disse...

Coisa linda Fátima... Cada dias estás melhor. Beijos!

MOISÉS POETA disse...

oi fátima !

bom estar aqui e ler teus escritos.
as vezes fico meio ausente por total falta de tempo. aqui em são paulo a correria é muito grande e as vezes essa correria me consome demais .
mas sempre acharei um tempinho para ler-te . pois gosto do que escreves .

um grande beijo pra voce , acompanhado de votos de boa semana .

JB disse...

Obrigada pela visita!

Belos poemas neste seu doce cantinho!

este, em particular, é a festa dos sentidos que em uníssono dão alma ao poema!

Beijinho

Guará Matos disse...

Hummmm, então que venha o ar.
Que venha tudo.
Venha prazer, venha....
Bjs.

Mgomes - Santa Cruz disse...

Fátima; Linda poesia como sempre, mas que venha o ar o amor o prazer e a vida que tudo isto faz falta a qualquer ser humano.
Beijos
Santa Cruz

Valéria Sorohan disse...

Fátima,
Isso é bem você mesmo...por isso que és uma pessoa plena. E direi e repetirei.. ad infinitum...

BeijooO'

Vozes de Minha Alma disse...

Fátima, e que venham novos ares de amor, romantismo e poesias.
Um fraterno abraço, bjs.
Obrigado pela visita.

Cria disse...

Uma grandiosa e impecável composição ! Parabéns, amiga poeta.

Ricardo Novais disse...

Que poema interessante, e belíssimo!

Anjo Sedutor disse...

Anjo meu!
Andei sumido, mas eu explico!
Aqui no céu, nesta época de Festas, tem muito serviço e muitos pedidos. Estou ficando literalmente maluquinho.
Peço que me perdoes pela ausência de visitas e de postagens nas minhas nuvens. Mas já atualizei todas elas para ti.
Não me abandones. O que será deste anjo aqui sem ti? Existo para ti e por ti. Peço-te que me compreendas. Não deixe de visitar o meu céu e as minhas quatro nuvens.
Se tu não vieres, abandonarei minhas nuvens... Perdoa-me!
Que o teu Natal seja repleto de paz e de alegrias e que 2011 seja inesquecivelmente maravilhoso!
teu Anjo Sedutor