"Eu não escrevo poesia, não escrevo poema. Eu só desnudo minha alma." Fátima Amaral

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Reticências...

Em minhas reticências
Lugares de reentrâncias
De infinitos pontos
Desses de se perder.

Entremeios que te prende
Ao tentar me achar
Abstrata como o ar.
Ar que precisas
Mas não pode tocar.

Essa porção minha
Que não vês,
A que mais sinto,
Que mais diz
De meu ser.

Estou justamente
Nas reticências
Que não lê.

27 comentários:

Tere disse...

parabens querida fatima, lindo poema.bjus tere.

Sonhadora disse...

Minha querida

Nas palavras que não se dizem...por vezes são as que mais falam, adorei o poema como sempre.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Pérola Anjos disse...

E quando calo também falo, é só ler as minhas entrelinhas...

Belíssimo!

P.S.: Obrigada pelas palavras carinhosas! Espero o poema sobre a sua ascendência indígena, tão rica, tão linda, tão viva!

Beijos!

Eraldo Paulino disse...

Uau!

Você está cada vez melhor, Fátima!

Bjs!

Ingrid disse...

Fátima querida,
buscando sempre,os nossos íntimos da alma..
quem os le tem o melhor de nós!
beijos...

Valéria Sorohan disse...

Sempre preciosas palavras.

BeijooO*

BRUMA LILÁS disse...

Oi Fátima eu é que ando sumida mesmo, a correria do dia a dia aqui no Sul também é imensa!
Amei tua poesia, obrigada pela visita no Artesã das Letras, estou te seguindo com o Bruma Lilás também, bjs com muito carinho da amiga Taís que não te esqueceu!

Priscilla Marfori... disse...

Fátima que gostoso ler você...
Sempre com uma surpresa docemente diferente!

B-Jos.

Por que você faz poema? disse...

A verdade vive nas entrelinhas
e passeia nas reticências.

Úrsula Avner disse...

Oi Fátima, poema que aborda uma rica interioridade feminina... Bonito blog. Agradeço sua amável visita e comentário. Seja sempre bem vinda ao Sempre Poesia. Um abraço.

Úrsula

D M Rangel, disse...

Sim, sim
Estou de volta
Espero vê-la mais vezes por lá e eu vou voltar a aparecer aqui

E mais uma vez, linda poesia! Sem surpresas, ótimo trabalho como sempre!

Um grande beijo!

Lilá(s) disse...

A vida é feita de reticências...
Bjs

Socorro disse...

Também estou justamente nas reticências e que ninguém lê.

Lindo poema, Fátima.

Apareceu, né?rsss...
Volte mais vezes e não suma!

Beijos!

so sad disse...

para conhcer de verdade, tem que saber ler as reticencias...

Nini C . disse...

Gosto das reticencias. Muito bom Fatima. Brigada pelo carinho de sempre. Beijos...

Antonyo disse...

Oii Fátima, não sei se lembra de mim (laaa da sala de bate papo rsrs), como te falei uma vez, tuas palavras são extremamente de entendimento e espetácular. E não foi diferente nesse poema, onde tudo que é visivel ao mesmo tempo deixa de ser. Ótimo poema!
Bjs.

JB disse...

Eu própria me perco nas minhas reticências e em pontos de interrogação... De vez em quando é bom quando o coração me surpreende com um ou outro ponto de exclamação! :)

beijinhos

Mgomes - Santa Cruz disse...

Fátima: A vida é mesmo assim feita de reticências e de pontos de interrogação. Vou estar ausente uns dias, no meu blog, silenciodosmeussonhos, estão explicados os motivos da minha ausencia.
Beijos
Santa Cruz

. intemporal . disse...

.

. a originalidade como traço do singular, que re.encontro sempre aqui .

.

. bel.íssimo, fátima .

.

. um beijo meu .

.

Maria Clara disse...

" Estou justamente
Nas reticências "
Por vezes é o lugar mais confortável para a alma.
Também gosto de estar nas reticências. Como que eternizando um ser, um estar, um ficar, um Viver, um Amar...
Amei o poema, poetiza.
Parabéns

Alexandre Fernandes disse...

É o amor transbordado na essência pura de palavras reticentes.

Que o doce fica implícito...

Maravilhosamente lindo!

Beijocas

sonho disse...

Quem nos conhece bem...sabe decifrar todas as nossas reticências...
Beijo d'anjo

Pontos de Ligação disse...

Ah, as reticências... Eu que vivo por entre elas, sei o que realmente significam!
Lindo poema, como sempre!

Letícia

renata disse...

"Estou justamente
Nas reticências
Que não lê."

Um sentido tão verdadeiro tem nisso. Somos um pouco reticências
Ainda mais quando não somos entendidos

A.S. disse...

Nas reticências fica sempre o que está por desvendar!


Beijos!
AL

Arcanjo disse...

muito bom, adorei o seu estilo escreve muito bem. To seguindo você...

Arcanjo disse...

muito bom, adorei o seu estilo escreve muito bem. To seguindo você...