"Eu não escrevo poesia, não escrevo poema. Eu só desnudo minha alma." Fátima Amaral

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Pintura de lágrimas

As lágrima tem cores,
Toda sorte de cores.
Todas as cores das contas,
Das contas do tempo.
Colorindo o peito
Ora quente, ora frio.
Nas cores da alegria
As cores das mágoas.
São assim essas lagrimas,

Elas determinam o quadro
Que por hora é pintado
Na face, na cara.

São cores fáceis.
Não há lágrima rara,
Não há lágrima que
Já não tenha sido usada.

As obras, essas sim podem ser raras,
Sendo a cor às vezes tão forte
Que vinca, marca, cicatriza,
Fazendo dela pintura cara.

22 comentários:

Mgomes - Santa Cruz disse...

OLá Fátima: lindo poema as ligrimas podem pintar ou se transformar nas cores que nós quiser-mos.
Beijos
Santa Cruz

Ingrid disse...

lágrimas brilham na luz da noite e marcam momentos ... tela de amor e dor é a nossa face.
Um beijo

Ulisses Barreto disse...

bela pintura em lágrimas...

Raquel de Carvalho disse...

Que lindo vc falando de lágrimas!!!! Ficou belíssimo esse texto!!! Adoreiii!
Beijos

Sonhadora disse...

Minha querida
Tantas são as cores e a intensidade das lágrimas.
Adorei o poema.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Tere disse...

ola fatima,obrigada pela visita.é sempre bem-vinda.ah linda poesia amei,beijos tere.

JOCARLOSBARROSO disse...

As lágrimas nos são caras e não são raras, mas colorem nossas obras
por isso nossas obras são tão caras...
Lindo post poesia e sensibilidade ao extremo.
Abraços

Valéria Sorohan disse...

Lindo e verdadeiro Fátima, as lágrimas não são raras, és água benta escorrendo dos olhos.

BeijooO*

Maria Luisa Adães disse...

As lágrimas em mim caem,
com força e desmando.

São as minhas lágrimas,
mas são raras
e eu também, não as amo,
nem as peço!

As tuas,
são as tuas lágrimas
e são fortes
e correm de teus olhos
como a água da Fonte da Vida.

São brilhantes, coloridas
de várias cores. São diferentes!
Tudo é diferente,
mas têm o mesmo nome - Lágrimas!

beijos,

Mª. Luísa

LHÚ WEISS disse...

Querida amiga!
Que belo poema...são as lágrimas mais coloridas em cores fáceis e raras...tinha que ser você mesmo!!
Sempre escreve com a alma!
Beijos amiga...
Lhú Weiss

Cristiano Guerra disse...

Não há lágrima que já não teha sido derramada. Não há amor que seja uma coisa só. Logo qualquer coisa nova que há de ser contada, é outra coisa antiga que alguém renovou. Mas os que fazem direito, são os mestres. Os que não, são qualquer coisa aí. Me arrepiei aqui. Adorei esse! ;D

Eraldo Paulino disse...

"as lágrimas tem cores"...

Para mim é a frase do dia!

Bjs, querida!

Nini C . disse...

Imagino essas cores em preto e branco. Mto lindo Fátima... Tão feliz pelo teu carinho. Adoro voc!

Alexandre Fernandes disse...

Lindo o poema. Perfeito essa construção poética que você faz das cores, do colorido que enfeita a lágrima ao cair. Porque na imensidão da emoção, elas estampa os sentimentos em profusão.

Perfeito. Adorei!!!

Beijos.

Ana Martins disse...

Grande sensibilidade poética Fátima!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Pontos de Ligação disse...

Lágrimas sempre presentes, constantes. Que pintam quadros da memória, da vida... Não há lágrima que nunca tenha sido usada, cada forma que a usa a torna ainda mais rara, mais linda...
Lindo poema, Fátima!

Letícia

Daniel Braga disse...

Oi Fátima, hoje você me passou o endereço de seu blog, e gostei muito dos belos poemas. Vou lê-los com mais atenção, devagar, compreendendo todos os significados e sensações que eles trazem.
Tenho também um endereço blogspot.com: danielsbraga.blogspot.com
É uma página com minhas criações em vídeo - uma das linguagens que mais me agradam, e com a qual estou mais envolvido ultimamente.

c.k. disse...

Olá, Fátima...

O cachorro daquele escrito não tá em reportagem nenhuma... Rs. Foi um sonho que tive com minha cachorra, que eu amava. Infelizmente ela morreu.
Beijo.

Lilá(s) disse...

Gostei muito desta construção poética! cores fazem parte da minha vida. Gostei.
Bjs

Rogerio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
:: Mari :: disse...

Menina,
Tu fizeste arte com as lágrimas.
Belíssimo mesmo, apaixonei por essa pintura.

Saudades tua, viu?

BeijÃo

Cria disse...

Sempre a nos brindar com belos textos ! Beijos, amiga Poeta.