"Eu não escrevo poesia, não escrevo poema. Eu só desnudo minha alma." Fátima Amaral

sábado, 25 de fevereiro de 2012

É sede!!

É sede que seca
     Não sacia
  É sede de adicto
       Constrange
    É sede de noites e dias
         Contagia
      É sede de sexo
           Chama
        É sede do mundo
             Abrange
          É sede de poros
               Arrepia
            É sede de lágrimas
                Deságua
É sede de alma
     Acalma
  É sede de medo
       Tremor
    É sede de nada
         Silêncio
      É sede de vida
            Infinito
         É sede de mais
              Demais
           É sede de além
                Amém.

12 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Pode parecer clichê, mas não é, a tua poesia mata a minha sede pela arte. Bjos, grande poetisa.

Pablo Rocha disse...

E o que seria da vida sem essa sede do mundo? Muito bem expresso... Bom voltar aqui e te reconhecer em teu talento, Fátima!

Beijos!

AC disse...

Fátima,
A sede impele-nos a viver.
Adorei!

Beijo :)

Alê disse...

É sede de palavras: poema!

Michele disse...

"Beber a grandes tragos extingue a sede; beber em pequenos goles prolonga o prazer da bebida. Assim é também com relação ao prazer do amor. E com tudo o mais na vida".
Provérbio italiano

Poema gostoso de ler, Fatima!
Gostei da leveza e fluidez.

Um beijo

Lufe disse...

Fatima,

Muito bom, gostoso de ler.
São tantas as sedes que que nos instigam, nos emocionam, nos impulsionam....
Tenho a sede do quero mais.....

bjocas procê

Carla Fernanda disse...

Desejo a mola da vida!
Lindo e em oração Maria!

Beijos!!!

Pri disse...

Oi Fátima bom dia!
Tua sede revela a sede que também tenho.
Muito Bom,beijos Pri.

NOEMI disse...

Fátima Querida!!!Nós temos...nós nascemos com uma incontrolável sede de viver!!!A vida é muito desigual e injusta.
Um dominio de poucos que desfrutam do bem bom sobre muitos que vivem o martírio de não usufruir nem do mínimo necessário.
Por isso os Poetas e os Filósofos conclamam para o Transcender.
Por isso nos vemos envoltos na busca do entendimento das coisas materiais e imateriais, da física e da metafísica, da lógica e da dialética.
Por isso que encontramos Pensadores Filósofos e Poetas admiráveis anunciando um mundo de Sonhos que ficamos todos a buscar para a vida valer a pena.bjs

OutrosEncantos disse...

olá menina bonita!

esses teus registos de sentimentos em palavras sempre fortes, eu gosto muito.
apreciei particularmente "a urgência das palavras".
confesso-te a minha incapacidade de escrever tristeza, donde resulta invariavelmente, o silêncio.
... alegria, paixão e raiva, sempre a pulsar:)

beijo

ps - é-me preciosa a tua amizade.

Halifas Quaresma disse...

Apesar de estar quietinho ainda te visito com frequência. Pode parecer que não, mas estou sempre te lendo...^^.

p.s.: Desculpa o sumiço e o blog desatualizado, prometo que volto.


Beijos!

Halifas Quaresma disse...
Este comentário foi removido pelo autor.