"Eu não escrevo poesia, não escrevo poema. Eu só desnudo minha alma." Fátima Amaral

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Nunca é tarde


Mergulhe na alma.
No conflito e na calma.
Desmonte as armas.

Quebre os medos.
Descubra os segredos.
Perceba os vazios.

Tome o comando.
Esqueça os desmandos.
Não pare tão cedo.

Se jogue mais fundo.
Esqueça a maldade.
Sinta a vontade.

Desconheça os receios.
Encare os anseios.
Pegue o teu mundo.

3 comentários:

Mila disse...

Olá Fátima!
Linda poesia amiga...
"Se jogue mais fundo"
Preciso fazer isso.
Bjs
Mila

pablorochapoesias.com disse...

Mergulhe de cabeçaa!! rs
Adorei, Fátima!!

Beijos!

Hamilton H. Kubo disse...

Pegar seu mundo, sem receios.
Perfeita poesia Fátima.

Beijos!