"Eu não escrevo poesia, não escrevo poema. Eu só desnudo minha alma." Fátima Amaral

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Sem Culpa


Não me culpe pelo que faço,
se não tenho o interesse
em criar laços,
de amarrá-los.
Gosto de soltá-los.
Não quero ser constante.
Prefiro ser visitante.

5 comentários:

Lucão disse...

hehehe
ótimo!
tá que nem todo mundo quer receber o msm visitante na porta do coração, mas tem gente que sabe fazer uma sala que nem poucos, viu? hehehe
adorável, Fátima!
:)
beijos, srta!

pablorochapoesias.com disse...

Nada é eterno! Nade é certo! Então vaguemos até nosso momento de partir! Adorei, só pra variar! Escreves com a alma, Fátima!

Beijos!

Mila disse...

Cada um tem sua forma de amar e viver a vida, que ninguém a culpe disso...
Lindos versos!
Bjs da Mila

AlexSandroBambiL disse...

E por falar em visitante, deixo aqui meus parabéns pelo blog e a atenção desprendida a mim e ao blog de Raquel... belo layout e belos versos. "A poesia prevalece!"

Hamilton H. Kubo disse...

Tal como sou.
Faço-me em suas palavras.

Adorei o que escreveu, tal como o que escreves.

Beijos!